Notícias » Tecnologia

 

Últimas notícias

  • Mãe de aluna vai à polícia após filha sofrer agressão dentro de colégio em Nova Santa Rosa

    Continuar lendo
  • Homem mata mulher e filha de 4 anos a facadas e comete suicídio em Minas Gerais

    Continuar lendo
  • CPFron participa de instrução com efetivo do Corpo de Bombeiros de Marechal Rondon

    Continuar lendo
  • Idoso morre após colidir carro contra barranco em Toledo

    Continuar lendo
  • Elemento armado assalta casa de idosos na manhã de hoje em Marechal Rondon

    Continuar lendo
  • Filha do ex-presidente do Paraguai Cecília Cubas foi enterrada viva

    Continuar lendo
  • Condutor é preso por embriagues ao volante em Marechal Rondon

    Continuar lendo
  • PRF prende casal que transportava drogas e arma em painel de veículo na BR 277

    Continuar lendo
  • PM de Pato Bragado recupera moto furtada em Cascavel

    Continuar lendo
  • Preso, pai de menino de 11 anos que cometeu suicídio foi até velório com escolta da polícia

    Continuar lendo

Falso visualizador de conversa do WhatsApp tem mais de 1 milhão de cliques

Quarta-feira, 7 de Dezembro de 2016 às 10:26

Uma ameaça digital promete uma falsa funcionalidade de visualizador de conversa para o WhatsApp, alertou a empresa de segurança ESET nesta terça-feira (6). Ela diz permitir ao usuário ver com quem seus contatos estariam se comunicando, mas o objetivo é inscrever o número de celular do usuário em um serviço de SMS Premium, nas quais as mensagens de texto são pagas. Em duas semanas, a campanha já obteve 1,2 milhão de cliques somente no Brasil.

Na ação, o usuário recebe um link no qual promete ativar a nova funcionalidade. “Descubra com quem seus contatos estão conversando agora”, diz a mensagem enganosa.

Ao clicar, o usuário é direcionado para uma página maliciosa, onde é induzido a compartilhar o falso link com seus contatos para ativar o recurso. Em seguida, a vítima é redirecionada para uma plataforma de publicidade contratada pelo cibercriminoso, onde é levada a se inscrever no serviço de SMS Premium para liberar o acesso ao visualizador de conversas.

De acordo com o levantamento da ESET, a campanha teve início em 18 de novembro e já atingiu 1,5 milhão de pessoas no mundo todo. O Brasil é o país mais atingido até o momento.

O número de golpes aplicados pelo WhatsApp tem aumentado de forma significativa nos últimos meses. A ESET identificou neste ano nove tipos de golpes tendo o aplicativo como principal vetor de propagação. Grande parte deles tem como intenção inscrever os usuários em serviços de mensagens pagas.

A principal recomendação aos usuários é não clicar em links suspeitos e instalar aplicativos de antivírus em seus smartphones.

Burlando o “check azul”
Desde 2014 que o WhatsApp emprega um sistema de verificação de leitura de mensagens, mas que funciona apenas entre as duas pessoas de uma conversa privada dentro do app. Ele é conhecido pelas duas setas azuis que aparecem ao final de cada mensagem; se elas aparecerem, é porque o remetente leu a mensagem.

Quem não gosta desse recurso e quer preservar sua privacidade pode desabilitá-lo. Em um celular com sistema Android, basta ir em Configurações > Informações da Conta > Privacidade e desmarcar a opção “Confirmação de leitura”.

Para iPhone, basta ir em Configurações > Conta > Privacidade > desmarcar a opção “Recibos de leitura”.

No entanto, se você desativar as confirmações de leitura, você também deixará de receber as confirmações de leitura de outras pessoas.

Rádio Cristalina c/ UOL

© RADIO CRISTALINA FM 103,7
BRLOGIC