Notícias » Regional

 

Últimas notícias

  • Toledo: Irmãos reenvasavam medicamentos ilegais e revendiam para todo o Brasil

    Continuar lendo
  • Senado aprova saque do FGTS para pagamento de faculdade e de cirurgias

    Continuar lendo
  • Carro é levado em assalto na BR-277 em São Miguel do Iguaçu

    Continuar lendo
  • Homem morre ao limpar colheitadeira no Paraná

    Continuar lendo
  • Justiça manda bloquear quase R$ 20 milhões de Beto Richa em investigação da Lava Jato

    Continuar lendo
  • Auditora da Receita de Guaíra é condenada por exigir picanha para liberar importação da carne

    Continuar lendo
  • Sargento Pruinelli alerta comunidade de Nova Santa Rosa sobre crimes de estelionato

    Continuar lendo
  • Mulher e filha são encontradas mortas em prédio de SC, pai é suspeito

    Continuar lendo
  • Polícia Civil apreende mais de 60kg de crack em fundo falso de carreta em Foz

    Continuar lendo
  • Vereadores do Paraná são presos pelo Gaeco

    Continuar lendo

Pela internet, professores da rede estadual debatem avaliação.

Segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2012 às 10:18

A Secretaria da Educação utilizou a internet para envolver professores de todo o Estado no debate sobre a implantação de um sistema estadual de avaliação. Como parte da Semana Pedagógica, nesta sexta-feira (3) cerca de 19 mil professores, pedagogos e funcionários conectaram-se ao portal Dia a Dia Educação para acompanhar e participar da discussão sobre o assunto com a equipe da secretaria. O conteúdo foi repassado depois a todos os outros participantes da semana - cerca de 100 mil profissionais da educação que atuam na rede estadual de ensino. A Semana Pedagógica prossegue até terça-feira (7).

A superintendente da Educação, Meroujy Cavet, as diretoras da Superintendência da Educação a equipe da Diretoria de Políticas e Programas Educacionais (DPPE) conversaram com a comunidade escolar sobre avaliação. O evento contou com a participação de equipes da Diretoria de Tecnologia Educacional (Ditec) da secretaria.

"É um momento para que os profissionais da educação colaborem na construção coletiva e participativa de um processo de avaliação, que atenda à realidade das nossas escolas do Paraná", ressaltou a superintendente.

Cada escola participou com um representante responsável por apresentar as dúvidas dos educadores relativas ao tema. Professores, pedagogos e funcionários debateram o tema e elaboraram propostas que foram enviadas antes do início do evento. "O uso dessa tecnologia foi interessante, porque permitiu o acompanhamento das discussões em tempo real", disse Isaura Mattos, professora do Colégio Estadual Elza Scherner Moro, em São José dos Pinhais.

A secretaria pretende utilizar o resultado das discussões - que ficarão disponíveis no Portal Dia a Dia Educação - como base para a implantação de um sistema de avaliação estadual. "Entendemos que devemos construir de maneira coletiva um sistema de avaliação e uma educação de qualidade, no sentido de formação do humano, em todos os aspectos, tornando cada sujeito capaz de intervir na sociedade em que vive, transformando-a", definiu Meroujy.

O sistema estadual de avaliação produzirá indicadores que servirão de subsídio para os professores, auxiliando na sua prática diária em sala de aula. "O foco principal é a aprendizagem do aluno. A proposta é respeitar a realidade em que cada escola está inserida", disse a superintendente.

Avaliação Pedagógica

Para a professora Elizabete Silva, a avaliação dos alunos precisa ter um caráter qualitativo. "A avaliação precisa ser diagnóstica, para intervenções durante todo o processo avaliativo. E o professor precisa conhecer a turma e ter a liberdade de promover mudanças nos instrumentos de avaliação", afirmou.

Ela leciona a disciplina de Inglês no colégio Elza Scherner Moro e lembrou que os estudantes têm ritmos diferentes de aprendizagem e que o professor deve estar atento para interferir nas dificuldades. "A avaliação serve para se atingir o mesmo objetivo, a aprendizagem, mesmo em momentos diferentes", explicou.

Sobre o tema, a professora Isaura lembrou que a família também faz parte do processo educacional. "A escola e a família precisam falar a mesma língua para auxiliar na formação do aluno. É imprescindível trazer a comunidade para a escola, inclusive para participar do processo de avaliação", afirmou.

Daniel Ronaldo c/aen
 

© RADIO CRISTALINA FM 103,7
BRLOGIC